Por Caroline Maciel Pereira

Orientação: Prof. Thomaz Pedro

A intenção deste ensaio é mostrar imageticamente o dia de Corpus Christi na cidade de Santana de Parnaíba, interior de São Paulo. Lá, como em outras cidades espalhadas pelo mundo, muitas pessoas confeccionam tapetes coloridos nessa data. Em Santana, eles são feitos em volta do Centro Histórico, ao redor da Igreja Matriz Santa Ana, para que após a missa campal celebrada na praça, seja feita a procissão.

Os tapetes são preparados com diversos materiais: serragens coloridas, cal, pipoca, argila. E antes de se começar o trabalho, os desenhos são feitos no chão com giz. Muitos seguem um desenho já pronto, que as pessoas levam impresso e copiam no chão. Já, outros tapetes têm o tema livre.

Muitos dos voluntários são fiéis das paróquias da região. As pessoas começam a chegar lá por volta das 5 da manhã, para dar tempo de preparar tudo até o horário da missa, 15:00.

Após a celebração, a Eucaristia (Cristo vivo) é exposta no Ostensório que o Padre carrega nas mãos e vai passando por cima dos tapetes, ou seja, os tapetes são preparados para que Cristo passe.

As fotos mostram a preparação dos tapetes, a montagem, o trabalho pronto, a missa e a procissão. Mas além disso, mostram a força dessa festa religiosa, popular, que atrai multidões e turistas vindos de todas as partes do Brasil e até do mundo.

A dedicação dos fiéis na preparação dos tapetes, a união de todas as gerações por um objetivo em comum. Crianças, jovens, adultos, senhores, portadores de necessidades especiais… Todos unidos para celebrar Cristo.

Fazer esse ensaio para mim foi muito especial, porque eu sou católica e já ajudei a preparar os tapetes, mas dessa vez estava em outra posição, a de fotógrafa. Foi uma experiência maravilhosa cobrir o evento. E um ponto que acredito importante destacar é que não “montei” as fotos.

Eu estava lá como alguém que observa e registra o que vê, sem interferir diretamente. Eu sei que é impossível não interferir de alguma forma, mas não pedi para ninguém fazer pose ou algo que eu quisesse. Apenas observei e registrei o momento, registrei o que estava acontecendo de verdade.